: 3 minutos

O Brasil lança o primeiro submarino classe Scorpène, o Riachuelo, carregando sistemas Safran

As 10h da manhã de Sexta-Feira, 14 de Dezembro de 2018, o Brasil lançou o Riachuelo, o primeiro de quarto submarinos classe Scorpène contratados com a França em 2008. O novo submarino carrega diversos sistemas avançados Safran Electronics & Defense, e foi construído localmente via transferência de tecnologia com o Naval Group.
riachuelo.jpg

 

Na Sexta-Feira, 14 de Dezembro de 2018, as 10h da manhã, na base naval de Itaguaí, o Brasil lançou seu novo submarino, o Riachuelo*. Como primeiro submarino classe Scorpène do país, o Riachuelo foi construído localmente dentro do programa Prosub, graças a um acordo de transferência de tecnologia sem precedentes entre o Naval Group da França e a Itaguaí Construções Navais (ICN)**. Este moderno submarino se juntará à frota Brasileira de submarinos classe Tupi/Tikuna, adicionando novas capacidades tecnológicas para reforçar seu poder de dissuasão no Atlântico Sul.

 

O lançamento do submarino recebeu cobertura da mídia internacional e foi prestigiado por líderes militares, industriais e políticos.

 

Contribuição da Safran Electronics & Defense

Com base na expertise desenvolvida em conjunto com as marinhas do mundo por cerca de 70 anos, a Safran Electronics & Defense forneceu diferentes sistemas ao Riachuelo para ajudá-lo na defesa da soberania nacional:

 

o   SIGMA 40 XP sistema de navegação inercial.  

 

o   Series 10 radar de navegação para segurança da navegação e avaliação de situações táticas.

 

o   Series 20 periscópio de ataque para observação discreta Dia/Noite.

 

o   Series 30 mastro optrônico de rastreamento para a segurança da navegação, monitoramento da situação tática e autoproteção.

 

 

Safran Electronics & Defense já forneceu sistemas de navegação inercial para cerca de 40 marinhas do mundo todo, assim como forneceu periscópios, radares e mastros optrônicos para mais de 50 submarinos.  

 

Características do Riachuelo

Displacement: 1,600 – 2,000 metric tons

Length: 72 meters

Test depth: > 300 meters

Endurance: > 45 days

Crew: 35

Operational availability at sea: > 240 days/year

 

 

Programa Prosub

O Brasil iniciou o programa Prosub há dez anos atrás e assinou um grande contrato com o Naval Group, que inclui o seguinte:

 

·       Construção de um estaleiro e da base naval de Itaguaí pela Odebrecht  (de acordo com planejamento do Naval Group).

·       Construção de um centro de treinamento para tripulação.  

·       Construção de 4 submarinos classe Scorpène (de acordo com o planejamento e equipamentos fornecidos pela indústria Francesa, incluindo o Naval Group e a Safran Electronics & Defense);

·       Assistência técnica do Naval Group na construção do primeiro submarino com propulsão nuclear (SNA); o reator nuclear não está incluído no acordo.

 

Quatro outros submarinos serão construídos nos anos vindouros: os submarinos classe Scorpène Humaitá, Tonelero e Angostura, e o submarino com propulsão nuclear Álvaro Alberto. Os objetivos ambiciosos do Brasil para sua marinha sinalizam uma colaboração de longo prazo com a indústria naval Francesa.  

 

 

 

* Batalha naval vencida pela Marinha Brasileira sobre o Paraguai, combatida no Rio Paraná durante a Guerra da Tríplice Aliança [1865-1870].

 

** Itaguaí Construções Navais (ICN): uma subsidiária conjunta formada pelo Naval Group (41%) e pela empresa Brasileira de construções Odebrecht (59%).

Pressione Enter para procurar ou ESC para fechar